terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Sou Tua Afrodite


Alma de fada, carma de bruxa num corpo de Deusa.
Tenho sombra felina, quatro patas, garras e pêlos.
E deixo rastros para que me siga...
Sussurro em sonhos noturnos para que Me decifre.

Eu encho tua vida de sinais
Para que tenha vontade de encontrá-La, libertá-La e amá-La.
Sou a música, a poesia, a arte e o encanto
O sopro, o tiro, cheiro de cama, Eu de tudo um tanto.

E sou selvagem... Elfa, demônio, anjo, raposa.
E sou a dona da matilha, amante e esposa.
E serei tudo que te dira q estas vivo
quando achar que chegamos ao fim.

Sei sentir, disfarçar e amar profundamente
Sei trazer para perto, repelir, criar e destruir.
A que faz rir, o ponto para fazer o olho brilhar
E o olho Dela brilha...

Dou mais sabor ao culto da paixão...
Porque sou celestial, selvagem, sublime.
Dá mais sentido a vida...
Ser o casulo, as asas, o rumo e a libertação.




Por Carolina Salcides


Presente da minha Afrodite..Elis Bueno

Enfim.. a primeira vez

Quando eu olhar no seu olhar ....
Não precisarei de palavras ....
Meus olhos dirão que sou sua ...

Quando tocar suas mãos....
Sentirás que pode guiar-me em sua direção...
Irei...

Quando seus lábios tomarem os meus...
Me desvanecerei em seus braços....
Qual sofreguidão tem meu desejo por ti....

Quando finalmente amar-me...
Sentirás meu corpo dizer que ...
És minha dona....




Poema presente que ganhei da talentosa e encantadora ..